sábado, 22 de junho de 2013

Em qual esquina dessa vida, está você?

Não é como sentir falta de algo que nunca aconteceu. É sentir falta de algo que nunca aconteceu. É não poder te ter, não poder te proteger. E eu me sinto mal por isso. Eu te queria do meu lado agora. Queria que você estivesse deitado em meu colo, e então eu faria cafuné em você com uma mão, e na outra estaria segurando a sua e de tempo em tempo beijaria sua boca. Seria tão bom. Realmente bom. Mas não posso, não podemos.
      
E me dói tanto ao saber o quão mal está. Se eu pudesse, eu tomava todas as suas dores pra mim, só pra te ver sorrindo. Eu faria isso, faria mesmo. Mas tudo bem, um dia, por mais que eu não tome suas dores, vou poder te proteger. Te abraçar, te beijar, te sentir. Tenho esperança de que eu vou poder fazer tudo isso. Um dia essa distância, vai acabar. Como, mesmo tão longe, você consegue estar comigo o tempo todo? Todos os dias eu olho o céu, no desejo de saber onde você está. Um dia eu te encontro. E como diria Renato Russo, "Aonde está você agora além de aqui, dentro de mim?". E nesses quilômetros de distância, onde você se escondeu?